Saúde

VISITA AO RECÉM NASCIDO

Quando um bebê nasce a gente fica doida pra conhecer né?! Especialmente se é de alguém tão próximo e querido, mas algumas questões nos fazem, ou nos deveriam fazer, adiar a visita.

É sempre importante perguntar aos pais se eles estão disponíveis para receber visitas e qual melhor dia e horário. Nem sempre os pais querem receber visita no hospital. Eu mesma preferi receber as pessoas quando fiquei na minha mãe. No hospital só recebi pessoas bem próximas, preferi conhecer meu filho, passar por um pós-operatório tranquilo e aprender com as enfermeiras tudo que eu usaria nos próximos dias, até porque elas entram para fazer alguns procedimentos na mãe e no bebê, e eu não me sentia à vontade se tivesse visitas!

JP no seu primeiro dia de vida.

Outro ponto importante: Não vá visitar o bebê querendo se comportar como visita, julgando a mãe se a casa estiver desarrumada, a louça na pia sem lavar. A chegada de um filho é uma benção, mas vira a gente de cabeça pra baixo! Demora dias e até meses pra colocar a rotina (e a limpeza geral) em ordem. Se você é íntimo, leve um bolo, faça o café, lave a louça… Ajude! Se achar que não tem intimidade e que a mãe vai ficar preocupada em te servir e fazer de tudo para que esteja a vontade, talvez seja melhor esperar o primeiro mês, assim a poeira já começou a baixar.

Se estiver com qualquer doença ou indisposição não vá, simples assim! Não é hora de ter contato com um ser tão pequeno e indefeso, tampouco com uma mãe recém-parida!

Padrinho e JP, ainda na maternidade.

Outros cuidados básicos são:

  • Quando chegar, lave as mãos, e se puder, passe álcool gel.

  • Quando o bebê for mamar, deixe a mãe a sós com o pequeno. Eu me incomodava muito com pessoas falando em cima, assistindo e dando palpites durante a mamada – eu estava aprendendo e meu filho também, então não cabem muitas opiniões nesse momento.

  • Não pegue o bebê sem que a mãe ou o pai lhe ofereçam. Nem toda mãe gosta de dar o recém-nascido para as visitas carregarem, mas se você pede, eles ficam numa saia justa de dizer não!

  • Não use perfumes fortes. Tias que me perdoem, mas eu queria morrer com isso, gente!!! Hahahaa Ficava torcendo pra ele chorar, só pra que eu o ‘salvasse’, mas tão bonzinho, não abria a boca. Hahahaha. Eu me incomodava com o cheiro que ficava no meu filho. Fico pensando o quão incomodo era para ele.

  • Não fume. É o mínimo, mas não custa lembrar.

Pequenos cuidados podem fazer a visita muito mais prazerosa! Lembre-se sempre: qualquer duvida, pergunte! Os pais se sentirão muito mais confortáveis e te responderão com sinceridade, sem constrangimento e saia justa.

Comentários

Deixe uma resposta